Le LuiginoCoin, la monnaie numérique de l’Etat-nation de la Principauté de Seborga, se déploie en Afrique

Le LuiginoCoin, la monnaie numérique de l’Etat-nation de la Principauté de Seborga, se déploie en Afrique

Le LuiginoCoin, la monnaie numérique de l’Etat-nation de la Principauté de Seborga, se déploie en Afrique

Le LuiginoCoin, la monnaie numérique de l’Etat-nation de la Principauté de Seborga, se déploie en Afrique

 

https://www.globaldiasporanews.com/le-luiginocoin-la-monnaie-numerique-de-letat-nation-de-la-principaute-de-seborga-se-deploie-en-afrique/


O «LUIGINOCOIN», A MOEDA DIGITAL DO ESTADO-NAÇÃO DO PRINCIPADO DE SEBORGA, DESENVOLVE-SE EM ÁFRICA

O Estado-nação do Principado de Seborga, que desenvolveu a sua própria moeda digital soberana e supranacional, o «Luiginocoin», anuncia a sua vontade de a implantar no continente africano. O Estado-nação vai propor aos Estados africanos a criação de uma verdadeira economia totalmente inovadora, estável, ética e no respeito dos valores ambientais.

(Comunicado) - Depois do Brasil, o Estado-Nação do Principado de Seborga propõe a instalação duradoura de uma autêntica economia digital, com como veículo o «Luiginocoin», a sua moeda digital soberana e supranacional acessível a todos os Estados africanos. Um sistema económico inovador que poderia dar ao continente um acesso a uma economia mais estável e mais ética.

Com a experiência de seu parceiro institucional de interesse público reconhecido pelo governo brasileiro, o «National Institue of Public Policy Excellence» (INEPP) o Estado-nação do Principado de Seborga tem por ambição permitir aos Estados africanos reforçar a sua economia interna e prosseguir o seu desenvolvimento colocando à sua disposição uma moeda desmaterializada e em conformidade com os meios modernos amplamente utilizados pelas populações locais.

O Estado-nação propõe esta solução a partir da sua cadeia de blocos nativa dotada de POP (Proof of of Participation), de programas de pagamentos, de transferências descentralizadas e da utilização da sua moeda digital com curso legal e para uso interno e externo.

«A este respeito, os «Objectivos de Desenvolvimento Sustentável 2030» das Nações Unidas continuam a ser um grande compromisso para o nosso soberano, Sua Alteza Sereníssima Nicolau I. Com esta vontade, o nosso Ministro da Economia e das Finanças proporá um acompanhamento do sector bancário e financeiro dos Estados com a experiência do Open Bank e das plataformas Fintechs e Cryptotechs nacionais e estrangeiras, a fim de trazer a estabilidade da economia local e das finanças públicas de cada país», Indica Jean-Christophe Uhrich, Conselheiro de Governo e Porta-voz do Estado-Nação do Principado de Seborga.

Uma moeda única pela sua concepção digital e eco-friendly

Através do «Luiginocoin», o Estado-nação do Principado de Seborga propõe uma política monetária com especificidades supranacionais que permite trocas com qualquer outra moeda com curso legal nas praças mundiais, além de uma coexistência auto-regulada com outras cripto-moedas ou activos digitais em circulação para efectuar todas as operações no mundo.

O «Luiginocoin» contém para a sua exploração um algoritmo que utiliza uma produção mineira de muito baixa pegada de carbono, única no mundo. Com efeito, a sua particularidade baseia-se numa eco-contribuição, permitindo uma captação totalmente natural de uma rede mundial de simples processadores informáticos especializados ou dedicados, que equipam o conjunto dos computadores mundiais de todas as gerações, dos mais velhos aos mais recentes.

Contrariamente ao conjunto das cripto-moedas convencionais que se apoiam em servidores poderosos com uma administração complexa, o «Luiginocoin» está em conformidade com a nova política ambiental e consome menos de um décimo da energia gasta por um computador de uma cripto-moeda tradicional. O «Luiginocoin» pode igualmente «rodar» em qualquer sistema operativo, mesmo para o público em geral, utilizando um simples processador de computador, ao ritmo de cerca de 30 segundos a cada quatro minutos, para apenas mais energia consumida do que quando em modo de espera.

O Estado-nação do Principado de Seborga está empenhado em assumir toda a sua parte para ser um actor de referência na construção de um novo modelo da economia mundial. Com como parceiros principais os Estados de um continente africano que, doravante, desejam e devem desempenhar um papel preponderante no seio deste «New Deal» que será, a curto prazo, incontornável nas trocas mundiais.

 

Close
error: Content is protected !!